quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Curiosidades do programa Chaves que talvez você não sabia

CHAVES


 
Chaves chegou à vila aos 4 anos.

Apesar de muitos acharem que o personagem Chaves morava em um barril da vila, na verdade, ele vivia em um apartamento de número 8 com alguém que nunca apareceu nos episódios. Tal apartamento também nunca apareceu em nenhuma imagem do programa.

O barril era apenas um esconderijo.

No México, o nome do programa era "El Chavo del Ocho". "Ocho" se deve ao fato do programa ter sido apresentado no canal número 8. Depois que o programa mudou para o canal 9, O nome passou a ser justificado pelo fato do Chaves viver em um apartamento de número 8.

Apesar de amar sanduíches de presunto, Chaves raramente apareceu comendo um na série.

O nome Chaves não era o nome verdadeiro do personagem. No México, se referiam ao personagem como "El Chavo" que significa "O Menino". Sempre que o personagem tentava dizer seu nome verdadeiro ele era interrompido.


BRUXA DO 71


 
Dona Clotilde é chamada de Bruxa do 71 durante os episódios. O número 71 se deve ao fato dela ter começado a trabalhar com Roberto Bolaños no ano de 1971.

A atriz que interpretou a Bruxa do 71 foi considerada uma das mulheres mais bonitas do México nos anos 40.


CHIQUINHA


 
O polidor de metais que Chiquinha comprou em uma promoção em Acapulco é de verdade.

Na maioria dos episódios, os óculos de Chiquinha não tem lentes.

Nos episódios em que a Chiquinha não parece, os personagens dizem que ela foi morar com as tias no interior, mas na verdade, a atriz que a representava ficou grávida e teve que se ausentar das gravações.

Em 1995, Bolaños esqueceu de renovar os direitos da personagem Chiquinha e a atriz que a interpretava passou a possuí-los, por isso em algumas obras de desenho animado a personagem não aparece.


POPOIS


 
Popis foi uma personagem inserida no programa para preencher o afastamento da atriz que atuava como Chiquinha.

Quando Popis apareceu no programa, a personagem era fanha, mas ao ouvir reclamações de um pai, cujo filho era fanho e estava sofrendo bullying na escola, o diretor afastou a personagem e depois de um tempo ela voltou com a voz normal. Já na versão brasileira, ela apareceu primeiramente com uma voz normal e depois ela voltou fanha.


QUICO



O ator que interpretava Quico não tinha nenhum enchimento de bochecha, ele enchia-a de ar e fala.

O verdadeiro nome de Quico era Frederico.

O ator que representava Quico teve suas últimas aparições nos episódio de Acapulco, pois recebeu uma proposta para trabalhar em seu próprio seriado na Venezuela. Sua ausência no programa foi justificada pelos personagens dizendo que ele foi morar com a madrinha.

 

Sr. BARRIGA


 
O nome do Senhor Barriga no seriado era Zenón Barriga.

O endereço do Senhor Barriga era Rua Baleia situada  na Vila dos Elefantes.

O ator que interpretava o seu Barriga era médico antes de atuar.

Seu Barriga tem uma Brasília que só aparece em dois episódios.


PROFESSOR GIRAFALES


 
O ator que interpretava o Professor Girafales antes de ser ator, era alto executivo da Televisa.

O “ta ta ta ta ta” do Professor Girafales foi inspirado em um professor de infância.

O Professor Girafales tinha 1.95m.


DONA FLORINDA


 
A atriz que interpretava Dona Florinda teve um romance com o ator que interpretava Quico. Talvez seja por isso que ele e Bolaños ficaram afastados por dois anos, pois o mesmo tornou-se companheiro da atriz.

A música de Dona Florinda e o Professor Girafales é inspirada no tema do filme "O vento levou".


SEU MADRUGA


 
As últimas palavras de Seu Madruga a seu barriga foram "Viu? Não paguei o aluguel!".

Antes de morrer, doente no hospital, o ator que interpretava Seu Madruga, disse ao ator que interpretava Quico que eles se encontrariam no inferno.

A atriz que interpretava a Bruxa do 71, chorou muito no Enterro do ator que interpretou Seu Madruga e recusou-se a sair de perto do caixão.

A filha da atriz que interpretava Dona Clotilde disse que a mãe nunca mais foi a mesma depois da morte do ator que interpretou Seu Madruga.

Com a morte do Seu Madruga tentaram colocar a atriz que interpretava Chiquinha como sua avó, mas não deu muito certo.

A partir da morte do ator que interpretava Seu madruga, o ritmo das gravações foi diminuindo e a série se desfez com o tempo.

Seu Madruga já revidou o "Gentalha, gentalha!" Ele disse: "Chiquinha, eu já te falei pra não se misturar com mocorongos almofadinhas!".

Seu madruga aparece sem bigode em um dos episódios.

Seu Madruga trocou de camisa em dois episódios: no episódio dos Ioiôs em que ele aparece com uma camisa branca e no dos espíritos zombeteiros em que aparece com uma camisa amarela.

No episódio em que Seu Madruga vai vender churros para a Dona Florinda, ao abrir e fechar a porta da casa dela aparece o fundo preto do estúdio.

 

CARTEIRO


 
Jaiminho, o carteiro, foi o último a alugar um apartamento na vila.

Tagamanápio realmente existe. É uma cidade do estado de Michoacán, no México.

Em 2012, na cidade de Tagamandápio, inauguraram uma estátua em homenagem ao carteiro que dizia querer evitar a fadiga.


ESCOLA


 
Haviam 6 alunos na escola que nunca foram chamados, sabe-se apenas o nome de 3 deles: Higino, Elisabete e Verônica.

Godinez era irmão de Bolaños (Chaves).

Iara foi uma personagem que apareceu somente uma vez e disse apenas 7 palavras.


O PROGRAMA

 
O primeiro capítulo de Chaves foi transmitido em 21 de junho de 1971.

Foram feitos mais de 1000 episódios do programa.

Começou a ser exibido em horário nobre no SBT, em 1984, com apenas 13 episódios comprados.

O programa foi inspirado nas favelas da América Latina.

Durante a dublagem houveram dificuldades para mudar a história do México para a história do Brasil.

Nos episódios do cinema é possível ver o microfone de gravação do estúdio suspenso no ar.

Nos episódios do cinema que foram traduzidos para o português brasileiro, nos momentos em que os personagens se referem ao filme de Pelé, na verdade, na linguagem de origem se referem ao filme de Bolaños.

Nos capítulos finais, o chão da vila é o próprio chão do estúdio.

A frente da vila mudou três vezes de cenário. Foi branca com passagem para pedestres, depois apresentou muros baixos em uma curva e depois perdeu sua calçada.

A passagem para o segundo pátio mudou duas vezes. Na primeira era uma passagem direta, na segunda apresentava a janela do quarto da Chiquinha.

O chafariz também mudou. Foram apresentados dois modelos.

O número da casa do segundo andar do primeiro pátio também chegou ser alterado.

Bolaños teve que juntar dinheiro para o cenário pois a Televisa não pagava, por esta razão o cenário foi produzido com papelão e isopor, o que tornou o programa ainda mais divertido.

No início das gravações haviam apenas 7 personagens.

Os episódios de Acapulco foram feitos para promover o Hotel que era do grupo da Televisa.

Todas as músicas do programa foram composta por Bolaños.

No episódio em que o Seu Madruga e o Professor Girafales dão aulas de futebol americano, aparece uma cruz suástica, símbolo do macabro nazismo de Adolf Hitler desenhado na parede do terreno baldio.

Em um dos episódios, na casa de seu madruga aparece uma foto de mulher vestida de noiva com um homem, o que dá a entender que era de sua falecida esposa.

Chaves passou uma noite na casa de seu barriga e no quarto de Nhonho tinha uma beliche apesar dele ser filho único.

Em 1977, o programa reuniu 80 mil pessoas em um estádio de futebol.

O último episódio do programa Chaves foi exibido em 6 de janeiro de 1980.